quarta-feira, 16 de agosto de 2017

O real significado da ameaça da Coreia do Norte à Ilha de Guam



Texto de Richard ParkerPolitico Magazine / GGN, tradução de Ricardo Cavalcanti-Schiel

 

Kim Jong-un sabia o que estava dizendo quando ameaçou atacar a Ilha de Guam. Antes que mero blefe na escalada de hostilidades verbais entre Estados Unidos e Coreia do Norte, a declaração agressiva do líder norte-coreano mirava o calcanhar logístico das forças militares norte-americanas no Pacífico, como se dissesse: “nós conhecemos muito bem os seus pontos nevrálgicos, e eles estão ao nosso alcance de tiro”.
EUA: Se não der certo, culpe a China


Imagem relacionada
Texto de Finian Cunningham, tradução de btpsilveira

A economia despedaçada dos Estados Unidos é corroborada pelo déficit crônico que o país tem com o resto do mundo. Na realidade, os Estados Unidos não podem culpar a ninguém a não a si mesmos pelo seu fracasso histórico.

Mas numa faceta tipicamente chauvinista, a administração Trump encontrou um bode expiatório conveniente ao culpar a China – seu principal parceiro bilateral. O presidente Donald Trump ordenou nesta semana um processo contra as alegadas práticas maliciosas da China, entre as quais roubo de propriedade intelectual e subsídios injustos.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

As relações entre EUA/Rússia devem tomar rumo inesperado
O Hwasong-14 - RD-250?

texto de M K Bhadrakumar, tradução de btpsilveira

A crise ucraniana – e as relações entre Rússia e Estados Unidos – devem alcançar um ponto de inflexão com as análises feitas pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS, na sigla em inglês – NT) em Londres que o salto espantoso na capacidade balística de seus mísseis no ano passado só pode ser atribuído à aquisição clandestina de tecnologia da era soviética que está disponível em uma fábrica perto da linha de frente da zona de guerra no Donbass, perto da região separatista dominada pelos secessionistas.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

EUA querem terceirizar a guerra do Afeganistão para empresas militares privadas. Fugindo da responsabilidade de uma missão fracassada
 Private Contractors to Replace US Military in Afghanistan: Shirking Responsibility for Failed Mission
texto de Andrei Akulov – tradução de btpsilveira
Agosto de 2017 – Até agora, o presidente Donald Trump não teve sucesso em apresentar uma política coerente para o Afeganistão. Ele está frustrado com assessores e comandantes militares, entre os quais o General John Nicholson, que comanda as forças (norte)americanas no país conflagrado.
A República Popular Democrática da Coreia do Norte, RPDC, conhece as lições brutais da 'mudança de regime' à EUA e não se desarmará 


13/8/2017,
Neil ClarkRT, tradução pelo Coletivo de Tradutores da VILA VUDU

Será que a 3ª Guerra Mundial começará essa semana, por causa das ações belicosas de um presidente fanfarrão com corte de cabelos patético e seu sinistro estado bandido belicista armado com bomba atômica? Ou ainda é possível conter Donald Trump e os EUA?

domingo, 13 de agosto de 2017

Coreia do Norte mostra que o Imperador está nu?


11/8/2017, Pepe EscobarSputnikNews, tradução pelo Coletivo VILA VUDU


Apesar do denso nevoeiro da guerra (retórica) entre Washington e Pyongyang, ainda é possível detectar algo de fascinante escrito no muro (não construído).

Já se disse que o presidente Trump está usando a Coreia do Norte para tirar de pauta e do ciclo de notícias dos EUA a narrativa do tal Rússia-gate incansavelmente repetida dia e noite, todos os dias e noites. Sem dúvida está funcionando. Afinal, na weltanschauung [visão de mundo, al. no orig.] do Excepcionalistão, a perspectiva de guerra e suas possíveis recompensas com certeza tira da mesa de jogo as nebulosas acusações de que os russos teriam hackeado documentos dos EUA e interferido nas eleições.
Pulando dentro do “fogo e fúria”

texto por Jonathan Marshall, tradução de btpsilveira

Agosto de 2017 "Information Clearing House" – “Esteja preparado. Há uma pequena chance de que nossa governança horrível possa inconscientemente nos levar a uma Terceira Guerra Mundial” – Donald Trump, 31 de agosto de 2013

Agindo igualzinho um diretor demoníaco de Hollywood, o presidente Donald Trump continua a nos fazer pular da cadeira, mesmo quando já pensávamos que tínhamos visto tudo. Na terça feira, ele se superou por duas vezes ao prometer que a Coreia do Norte, se continuar a ameaçar os Estados Unidos, se encontraria “com fogo e fúria como o mundo jamais viu”.